quarta-feira, 28 de novembro de 2018

XXI FESTA MESTRE ANANIAS É BAHIA VIVA


Domingo, 02 de dezembro a partir das 14h. Dia do Samba e dia da Festa para nosso Mestre Ananias. Iniciada há 21 anos pela geração que o acompanhou nas últimas décadas de sua vida continua do mesmo jetio.

Essa Festa marca a comunidade da Capoeira paulistana, ao menos para os que tiveram o prazer de vivenciar essa tragetória. 

"Minha Casa não, nossa Casa" Assim disse Mestre Ananias e, se assim ele pensava sobre a Casa Mestre Ananias, naturalmente que sua Festa é a nossa Festa.

Uma vida para unir pessoas, grupos, estilos, pensamentos de Capoeira e classes sociais diferentes. Um exemplo a se seguir que agora somente em Festa, podemos perpetuar.


Gratidão ontem e sempre porque Mestre Ananias é Bahia Viva!

arte: Sonic
Cartaz: Giu de Luca

terça-feira, 23 de outubro de 2018

DIA DA FAMÍLIA NA CASA MESTRE ANANIAS


Sábado (27/out) das 9h às 13h, a Casa Mestre Ananias abre suas portas para a comunidade em uma ação de apoio a população da nossa comunidade. 

Em parceria com a UNIP - Universidade Paulista - uma equipe da instituição se coloca à disposição das famílias do Bixiga para oferecer serviços nas áreas:
  • Odontológica, saúde bucal.
  • Jurídica
  • Psicológica
  • Médica com testes de glicemia e aferição de pressão arterial
  • Estética, massagem nas mãos
  • Recreação para as crianças
  • Teremos agências de emprego para cadastro e apoio, CIEE e Catho (jovens e adultos)
Caso necessário, os encaminhamentos serão feitos gratuitamente na Universidade Paulista. 

Faça sua inscrição através do casamestreananias@gmail.com ou diretamente na Casa.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

SAMBA DA MAIORIDADE - SEM VINTÉM 18 ANOS


É só a vontade de fazer Samba ao nosso gosto, que todo mês estamos formando uma Roda de Samba na Casa Mestre Ananias. 

Outubro é aniversário de 18 anos do Samba Sem Vintém, Roda que preza por um repertório e interpretação à moda antiga, de quando nosso Mestre Ananias ainda era menino.

Samba na Casa, Minhoca canta para Mestre Ananias

E como nosso Mestre Ananias gostava de Samba! Nos acompanhou em muitos bares, Rodas e projetos do Samba Sem Vintém e foi a partir do grupo que nasceu o Samba de Roda "Garoa do Recôncavo". 

Foi nas noites do extinto KVA em Pinheiros, que o Sem Vintém ao comemorar seu 1º ano fez um especial com Mestre Ananias. Chamamos aqueles que faziam parte do nosso dia a dia para homenagear o Mestre Ananias. Iniciamos alí o grupo "Garoa do Recôncavo" que, após a abertura da Casa, foi se entendendo como um movimento de Samba de Roda.


Em um momento duro, que Mestre Moa do Katendê teve sua vida ceifada pela violência, cultivada em nosso cenário político, vamos honrar a luta através do Samba que resiste em nome daqueles que nos antecedem.
Asè Mestre Moa do Katendê!

arte cartaz Letícia Ribeiro

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

NO MÊS DOS IBEJIS TEM SIDO ASSIM

3ª Esmola Cantada para São Cosme Damião no Bixiga

No XII Caruru de São Cosme Damião (9/set) os pequenos tomaram conta dos processos, mas tiveram a chance de olhar os mais velhos brincando o mesmo brinquedo.

Uma das mais lindas Festas da Casa dos últimos tempos. Sem dúvida nenhuma, isso é resultado da união de gente simples e de coração dedicado com o propósito de envolver as crianças e manter o espírito da oferta.

Padre Rodinei (Igreja Achiropita) abençoando a Festa 
Recebemos a respeitosa benção do padre Rodinei da Igreja Nossa Senhora da Achiropita, padroeira do Bixiga, na abertura de um festejo negro e nordestino no nosso bairro.

Pedro e Ana Clara, representando MESMO!!

Como de costume os "Naníacos", trupe de teatro infantil da Casa Mestre Ananias, preparam os paulistanos que ainda não estão familiarizados com essa tradição, tão popular no Recôncavo da Bahia.

As crianças aqui na Casa Mestre Ananias, em um processo de formação educacional e sócio cultural, pensam e promovem a Festa junto aos adultos. Histórias sobre os Carurus e os Mestres baianos convidados regam o imaginário das crianças, que são conduzidos a um processo de valorização de identidade.



Além das experientes Sambadeiras de Acupe, que guiam o preparo do Caruru, tivemos envolvimento de muita gente da Casa Mestre Ananias e aqueles que dividem o mesmo território também auxiliaram muito em todo o processo da Festa. 


Porque é assim mesmo... "o segredo está para todos mas nem todos estão para o segredo"





Muitos são os valores que o processo de oferecer um Caruru de São Cosme Damião podem revelar aos que se entregam de verdade.

Dona Zilda, Joanice e nossa Emilene servindo o povo

Dona Maninha e Marina








Quando tudo ainda era um sonho, algumas de nossas "filhas" nos acompanhavam e hoje, entre muitas voltas sabem bem onde devem permanecer. 

Dona Janinha, D. Maninha e Nicole















E o tempo é o dono de tudo, é quem fortalece e define o que é necessário continuar. Agora o centro da Roda é disputado pela nova geração que mantém a caminhada daqueles que nos antecedem.

Isabely e Amanda

















Dona Janinha aos 88 anos



















Quero agradecer a todos que participaram dos processos meses antes, para que a Festa acontecesse de forma tão harmônica e participativa. Parabéns aos professores que dialogaram entre suas expressões artísticas, a coordenação dos nossos combinados e a participação dos responsáveis das crianças, além dos membros da nossa comunidade. Obrigado Alvinha e Zeca (pais de Júnio e Mário) pela acolhida do povo de Acupe em vossa residência. Também à parceria do Sesc CPF e Santo Amaro que viabilizaram a vinda das Mestras e Mestres, ampliando assim a difusão do conhecimento em suas unidades.



Com Deus na frente, a força dos Ibejis manteremos para 2019 a Esmola Cantada e o nosso Caruru com o apoio e a fé de todos vocês. Esse ano visitamos com a Esmola Cantada pensões, terreiros, restaurante e até a igreja. Obrigado Iolhanda, Tia Eliza (benzedeira mãe da Giu), Solang Taverna, Pai Francisco, Padre Bugaz junto à Pastoral Afro Achiropita e Lúcia por nos receberem em seus lares.

Capelinha Santo Antônio de Categeró - Benzedeira Tia Eliza
Fotos:
Zé Amaral / Giu de Luca / Letícia Ribeiro e João Brás