quinta-feira, 19 de outubro de 2017

VI OFICINA Samba Chula em Trans Missão

Samba Chula em Trans Missão é um processo proposto por Katharina Doring e patrocinado pelo Fundo de Cultura do Estado da Bahia para circulação de Mestres do Samba Chula do Recôncavo Baiano em Porto Alegre (Africanamente), São Paulo (Guerreiros de Senzala e Casa Mestre Ananias), Rio de Janeiro (Reconca Rio e Capoeira Angola Marrom e Alunos) e Belo Horizonte (Roda Cultural do Parque). O projeto parte da Cartilha do Samba Chula, obra que registra os Mestres desse patrimônio cultural em 1 livro didático, 2 cds e 1 dvd patrocinado pelo Natura Musical. 


A Cartilha foi lançada em São Paulo em novembro de 2016 com a vinda dos Sambadores na Casa Mestre Ananias pelo movimento São Paulo é Bahia Viva dos Pontos de Cultura. 


Agora, aí vem nossos Mestres nessa jornada para mais uma Oficina na Casa Mestre Ananias. Mestres(a) Nelito, Paião, Elcinho, Aurino, Góes, Zelita acompanhados da pesquisadora Katharina Doring e Cássio Nobre, também violeiro.

Mais uma chance de compreensão do nosso movimento de Samba de Roda aqui em São Paulo. 

Reserva e inscrições pelo casamestreananias@gmail.com no valor de R$ 60 com direito ao CD de Capoeira ao vivo da Casa Mestre Ananias.

Gratidão Katharina Doring por mais um belo trabalho e a todos os envolvidos nessa parceria e conexão.

Em honra e respeito aos nossos Mestres que sejam bem vindos!

Arte Cartaz: Terreiro da Bahia e montagem Giudeluca
foto: Guto Africanamente

terça-feira, 17 de outubro de 2017

DA ESMOLA CANTADA AO DIA DO CARURU


E foi assim, Cosme Damião saiu para passear nas ruas do Bixiga pelo 2º ano visitando os moradores em um gesto de fé e generosidade.


No 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, a Casa Mestre Ananias junto aos Mestres Sambadores de Acupe / BA percorreram as casas de algumas famílias que acolheram essa cultura maravilhosa da Esmola Cantada.



Fica nossa gratidão por dividirem esse momento e nos receberem em suas casas, Pati/Tiago, Pai Francisco da Oxum, Dona Nair/Luzia, Família Taverna (Conchetta) e as benzedeiras do bairro Tia Eliza e Dona Inácia.



E após um dia todo caminhando e cantando por alguns kilometros embaixo de sol em homenagem a São Cosme Damião, Dona Maninha (aos 102 anos) e os Sambadores (na média dos 70 anos) no sábado foram cortar quiabo e preparar o Caruru aos que vivem em torno da Casa Mestre Ananias.

Muito obrigado Daniela por preparar sozinha o nosso almoço no dia da Esmola. 




E se "hoje é a vespa, amanhã é o dia" o segredo está aí... no preparo, nos cuidados e na entrega.





Seguindo o exemplo dos mais velhos alguns mais novos, bobos nem nada, obedecem certos princípios porque, para saber "certas coisas" antes precisamos saber "certas coisas".






E quem se mela no dendê saboreia outros sabores, sente outros cheiros, chora e sorri por motivos que nem sempre os olhos podem ver e as mãos podem tocar. 



Gratidão Mestre Ananias pelo legado herdado e aos mais velhos que nos honram a chance desse convívio. Também fica o agradecimento aos professores e membros da Casa pela força para continuar. 





A trupe de tearo "Os Naníacos" da Casa abrindo a Festa e quem fecha são os mais experientes com muito Samba de Roda do Garoa do Recôncavo e os Sambadores de Acupe.




Encerramos o projeto "São Paulo é Bahia Viva" pelo Ponto de Cultura com a XI Festa de São Cosme Damião. Porém o movimento continua como iniciado pelo nosso Mestre Ananias em 2000 na comunidade onde se estruturou nos últimos 10 anos, na Casa Mestre Ananias no bairro do Bixiga. 



fotos: Fabio Roussenq / Fê Guimarães / Giu LL

domingo, 1 de outubro de 2017

XI FESTA DE SÃO COSME DAMIÃO



Com muita satisfação receberemos no nosso Caruru o povo de Acupe, distrito de Santo Amaro da Purificação / BA. Pelo 3º ano consecutivo continuamos nesse processo de aprendizado, em busca de valores guardados pelo povo antigo.

Dona Maninha (e Ecinho_filho_no vídeo)
Dona Maninha aos 102 anos vem à frente dos Sambadores que a acompanham, já que o tempo de vida garante seu posto. Portanto, na certeza daquilo que não mais podemos viver, é pelos seus olhos, sua voz e seu gesto que reverenciamos os que nos antecedem.

Junto dela estão os Mestres Sambadores(eiras): Seu Antônio, Seu Nuca, Dona Zilda, Eloi e Toco. Quem os acompanha é nosso irmãozinho Mário, cuja paixão e entendimento o concebeu uma fraterna amizade e sua morada agora é Acupe. 




Fica a eterna gratidão ao nosso Mestre Ananias, quando em 2007 fizemos o 1º Caruru da Casa junto à criançada do bairro. Hoje continuamos em seu nome a Festa aos Ibejis que protegem as crianças e renovam nosso espírito através da brincadeira do Samba de Roda.

1º Caruru de São Cosme Damião da Casa Mestre Ananias
fotos: Borba e Brígida(2007)

terça-feira, 19 de setembro de 2017

MINHA PRIMEIRA BICICLETA


Hoje tivemos um momento bonito junto às crianças aqui da Bela Vista (Bixiga) que vivem em torno da Casa Mestre Ananias. Em um evento de treinamento corporativo, ao final do processo, 8 bicicletas foram entregues às crianças presentes.




A criançada, com idades entre 3 e 6 anos, foi presenteada e surpreendida, bem como os adultos participantes do treinamento promovido pela empresa Zara.




Quem oferece o treinamento é a Circuito Netas, uma empresa de treinamento comportamental que nesse dia trabalhou a mudança com foco na humanização no ambiente corporativo.

As bicicletas foram montadas em uma ação cooperativa onde a conclusão do processo foi a doação das bicicletas, mas cheias de sentimento e reflexão.

Um momento emocionante que nos sensibiliza quando, através do sonho e da inocência de uma criança, entendemos nossas necessidades básicas de afeto e das construções coletivas, seja no trabalho ou fora dele.

Agradecemos o convite da Circuito Netas pela oportunidade oferecida à Casa Mestre Ananias no envolvimento desse processo. Também fica nosso carinho a todos os responsáveis pelas crianças aqui da Bela Vista... da casa de acolhida Saica Estrela do Bom Jesus e nossos irmãos Capoeiras da UMES pelo apoio, disposição e generosidade da parceria.


fotos Wellington (UMES)