sexta-feira, 11 de julho de 2008

SAMBA DE RODA EM MARAGOGIPE É TRADIÇÃO DE PAI PARA FILHO

O Samba de Maragogó e alunos de Mestre Ananias (de chapéu) fazendo juntos o samba de roda no Bixiga

Foto: Zé Amaral

Informe: Carlos Primo

O grupo musical Samba de Maragogó, formado há 2 anos e em sua primeira visita a São Paulo, realizou nova apresentação na Casa Mestre Ananias. No dia 1 de julho, dias após prestigiarem a Festa Junias (ver post de junho), os sambadores da cidade de Maragogipe, do Recôncavo Baiano, voltaram à nossa casa para se apresentarem pelo Projeto Saberes do Brasil.

Em Maragogipe (cidade com 37 mil habitantes), tocar pandeiro é uma atividade transmitida de pai para filho. O músico Agnaldo da Cruz, de 37 anos, conta que o seu pai "era muito festeiro" e construiu um pandeiro para ele. "Disse para mim: se gostar, toque. Tinha 14 anos, era um menino curioso, simpatizei com o pandeiro e aqui estou"

O ritmo do samba de Maragogipe é "pra frente, sacudido, pra ninguém ficar parado", diz o músico Nildo Santana, de 32 anos. Ele explica que cada cidade do Recôncavo tem um ritmo próprio no samba de roda. "Em Cachoeira toca-se de um jeito, em São Félix de outro, e assim por diante", diz. Essa variedade de maneiras de fazer o samba de roda na Bahia serve para ressaltar a riqueza da expressão cultural manifestada pela música popular na região.

Nildo Santana toca seu pandeiro com bastante vigor e firmeza, conforme seu pai o ensinou, a partir dos 10 anos de idade. Da mesma maneira que aprendeu com o pai, exerce seu papel para manter a tradição na família. "Meu filho Valter, de 3 anos, já vai no ensaio, toca que nem gente grande. O pessoal olha e não acredita".

Vieram para São Paulo 8 músicos do Samba de Maragogó, entre 18 componentes que costumam se revezar nas apresentações. A Casa Mestre Ananias agradece a visita e a oportunidade de compartilhar, com entusiasmo e alegria, conhecimentos e experiências com os companheiros de Maragogipe.

5 comentários:

Felinos disse...

Primo... parabens pelas palavras, esta mto bom o site e as fotos lindas tbem. Essa casa é merecedora de um bom trabalho.

Dom de Oliveira disse...

Olá... Quero parabenizar o belo trabalho de vocês e do Mestre Ananias! Participo de um pequeno grupo de Samba de Roda aqui em São José dos Campos - SP e gostaria muito de conhecer o espaço de vocÇes no Bexiga. Quando é que tem Samba de roda aí? Gostaria de saber das novidades e eventos que forem acontecer. Agradeço muito se sempre me disserem! meu email/msn é prosilvaa@Hotmail.com

Grande abraço!

DOM

Dom de Oliveira disse...

Olá... Quero parabenizar o belo trabalho de vocês e do Mestre Ananias! Participo de um pequeno grupo de Samba de Roda aqui em São José dos Campos - SP e gostaria muito de conhecer o espaço de vocÇes no Bexiga. Quando é que tem Samba de roda aí? Gostaria de saber das novidades e eventos que forem acontecer. Agradeço muito se sempre me disserem! meu email/msn é prosilvaa@Hotmail.com

Grande abraço!

DOM

Carlos Primo disse...

A Casa Mestre Ananias recebe com enorme prazer todos os apreciadores da autêntica música brasileira. Roda de capoeira às terças-feiras, 20h, na Conselheiro Ramalho (na esquina com Fortaleza)

Brígida disse...

A as festas, a gente sempre tá convidando aos amigos e amigas do espaço, da comunidade, da capoeira! A gente também recebe emails avisando do site Minhoca, que apoia o Mestre Ananias. Apareçam!
http://www.uirapurubr.com.br/